Cirurgia Refrativa é a Independência de Óculos ou Lentes de Contato?

Cirurgia Refrativa é a Independência de Óculos ou Lentes de Contato?

Cirurgia Refrativa: Pode diminuir ou até eliminar a dependência de Óculos ou Lentes de Contato?

A independência de óculos ou lentes de contato é um dos maiores anseios de quem busca este tipo de tratamento e isso é possível, mas não é regra e cada caso precisa ser avaliado de forma individual para que se possa ter um prognóstico positivo, realista e que corresponda às expectativas dos pacientes.

Primeiramente, precisamos ressaltar que quando falamos de “cirurgia refrativa”, não estamos falando de uma técnica única, mas de uma família de técnicas com metodologias particulares e aplicações específicas para diferentes doenças oculares, por isso a resposta à pergunta inicial deve ser sempre: “depende”! Clique para ter uma visão geral sobre cirurgias refrativas. Se quiser se aprofundar mais e acessar conteúdo médico-científico, esta revisão da literatura é de acesso público (Visual outcomes and management after corneal refractive surgery: A review).

Quando estamos nos referindo às cirurgias refrativas de córnea, estamos falando de técnicas bem estabelecidas, seguras, com grande previsibilidade de resultados e com alto grau de satisfação do paciente, entretanto, quando tratamos de biologia e medicina, não há “certezas”, há “grandes chances”, porque cada um de nós é único e nossos corpos não respondem de forma idêntica.

COMO AUMENTAR MINHAS CHANCES DE SUCESSO EM UMA CIRURGIA REFRATIVA?

Antes de qualquer coisa, não tenha pressa! Encontre um profissional com experiência e que seja de sua confiança, exponha suas expectativas e converse bastante para tirar todas as suas dúvidas. Saiba que antes da realização de qualquer procedimento cirúrgico, por mais simples que seja, há a necessidade de exames pré-operatórios e a observação de alguns requisitos mínimos.

Com os exames dentro dos padrões esperados, aumentam-se as chances de sucesso, mas o cuidado pós-operatório também é essencial para diminuir a possibilidade de intercorrências. Para isso, devem ser observadas as recomendações médicas, o uso correto dos medicamentos, não pegar peso e alguns cuidados com atividades corriqueiras, como evitar contato de sabões e shampoos durante o banho e não coçar os olhos, só para citar dois exemplos.

Por fim, o acompanhamento pós-cirúrgico com seu oftalmologista é o que te dará a segurança de saber como está sua recuperação, por isso, não falte às consultas agendadas mesmo que esteja se sentindo bem.

MAS, ENTÃO, VOU FICAR LIVRE DOS ÓCULOS OU LENTES DE CONTATO?

A depender do seu caso, é possível que sim. De maneira geral, mesmo que sua visão não fique absolutamente normal, a satisfação dos pacientes é alta e costumam não se arrepender de terem optado por este tipo de tratamento.

Até pode haver o retorno de algum pequeno grau que você apresentava antes da cirurgia, mas normalmente isso acontece em casos de graus mais altos (acima de 6 graus de miopia, por exemplo) e é comum que os pacientes se adaptem ao novo grau sem a necessidade de óculos.

Entretanto, não podemos deixar de comentar que é comum que após uma cirurgia a laser surja algum tipo do que chamamos de aberração visual, principalmente halos ao redor de pontos luminosos e menos comum, alguma perda de qualidade da visão noturna.

Posto isso, lembre-se, a avaliação dos riscos e benefícios de um tratamento cirúrgico depende de múltiplos fatores como a confiança em seu médico, exames dentro de padrões de normalidade, aderência ao tratamento e acompanhamento pós-cirúrgico adequado.

Gostaria de saber se em seu caso é indicada a cirurgia? Clique aqui e agende sua consulta.

Fale conosco