Sabia que o Daltonismo é um tipo de Cegueira para Cores?

Sabia que o Daltonismo é um tipo de Cegueira para Cores?

Para muitas pessoas é impossível diferenciar qual maçã está verde e qual está madura, se você consegue, muito bem, você não tem o tipo mais comum de Daltonismo!

Hoje se estima que cerca de 500 milhões de pessoas ao redor no Mundo sofram de algum tipo de alteração da percepção de cores e no dia-a-dia isso é conhecido como Daltonismo, em homenagem ao químico John Dalton que em 1798 descreveu sua própria dificuldade em diferenciar cores, no entanto, os quadros clínicos podem variar desde ligeiras confusões entre tons de verde e vermelho até visão completamente em preto e branco, então Daltonismo é um termo bem genérico.

O Daltonismo é uma Condição Tipicamente Masculina

Essa condição afeta dez vezes mais homens do que mulheres. Isso acontece porque um dos tipos mais comuns tem origem genética e o gene causador está presente no cromossomo X. Como homens possuem um único cromossomo X (são XY), uma mutação nesse único X masculino leva ao desenvolvimento da doença enquanto as mulheres (XX) se tiverem um X mutado a cópia do gene (no X normal) supre as necessidades do organismo durante o desenvolvimento da retina.

Existem vários Tipos de Daltonismo

A forma mais comum é a chamada discromatopsia e nesta condição a pessoa apresenta dificuldade – ou incapacidade – de diferenciar uma das três cores básicas (vermelho, verde ou azul). Isso acontece porque temos em nossas retinas (uma camada fina de células no fundo do olho que de fato capta a luz) células especializadas (chamadas cones) que são especificamente sensíveis à vermelho, verde e azul.

Muitas pessoa não sabem que são Daltônicas. Existe um Exame de Vista para o Daltonismo?

Há alguns testes simples que podem ser realizados para determinar se você enxerga todo o espectro de cores que a maioria consegue enxergar ou se você está entre as pessoas que possuem alguma dificuldade. O teste de Ishihara consiste na apresentação de números formados por círculos coloridos em que dada combinação de cores permite que o médico determine qual o tipo de alteração que a pessoa apresenta.

Daltonismo tem Cura?

Apesar de não ser uma alteração que traga riscos imediatos para os daltônicos, pode causar situações embaraçosas e potencialmente perigosas, por isso é importante você saber se tem alguma alteração na percepção de cores, senão você corre o risco de achar que está arrasando com o look quando pode estar usando uma combinação de cores no mínimo inusitada.

Atualmente existem algumas opções para a correção do déficit que alguns pacientes apresentam. A utilização de óculos com lentes especiais que intensificam o contraste de cores e permite que aqueles que apresentam deficiência parcial em cones de um único tipo possam enxergar um espectro maior de cores.

Infelizmente ainda não há um tratamento definitivo, como uma cirurgia por exemplo, que corrija o daltonismo. Nos últimos anos, o avanço em técnicas de terapia gênica permitiu que estudos fossem realizados com o intuito de correção do daltonismo, no entanto muita pesquisa ainda é necessária para o desenvolvimento de um tratamento eficiente e sem riscos para seres humanos.

Quer saber se você é Daltônico?

Se quiser saber mais sobre daltonismo e sobre como essa alteração (normalmente) genética pode ser transmitida para seus filhos, entre em contato!

Marque uma consulta conosco.

Mais informações

Fale conosco