A visão na terceira idade

A visão na terceira idade

A idade chega para todos e com ela surgem condições oftalmológicas típicas da fase mais avançada da vida.

Graças ao avanço da ciência médica, atualmente dispomos de uma gama de estratégias que podem ser úteis para assegurar uma boa visão na maturidade.

Apesar de as patologias oftálmicas não apresentarem riscos imediatos para a vida dos pacientes, a diminuição da acuidade visual nesta etapa da vida acarreta consequências importantes.

Os principais riscos associados a doenças da visão em idosos são a redução na qualidade de vida, aumento da dependência de cuidadores, depressão e quedas, por isso é importante o tratamento adequado.

Cuidados com a visão no idoso

O cuidado com a visão é algo que deve ser construído ao longo da vida, evitando situações de risco como a exposição à radiação ultravioleta, evitar coçar os olhos, manutenção de uma dieta saudável e o controle de outras patologias como hipertensão e diabetes.

Com esses cuidados de forma consistente ao longo da vida, diminuem as chances do desenvolvimento de problemas mais sérios. Entretanto, o tempo é implacável com nossos corpos e a diminuição da qualidade visual é quase certa, com o aumento da ocorrência de doenças refrativas como miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia, por exemplo.

Além das doenças refrativas, destacamos a ocorrência de cataratas, glaucoma, degeneração macular e retinopatia diabética.

Por isso, nesta fase da vida é fundamental que haja a rotina de visitas ao oftalmologista para a verificação da saúde oftalmológica de forma preventiva ou para o acompanhamento de quadros já estabelecidos.

Em alguns casos, pode haver a necessidade de procedimentos cirúrgicos para a correção de alterações oftálmicas.

Para mais informações sobre os cuidados especialmente relevantes para essa faixa etária, veja este material que produzimos para você “Cuidados com a cirurgia ocular na terceira idade”.

Precisa saber mais? Clique aqui e agende sua consulta.

Fale conosco